top of page

Comissão debaterá relação da produção do hidrogênio sustentável com o setor dos biocombustíveis


Biomassa produzida a partir do bagaço da cana-de-açúcar Fonte: Agência Câmara de Notícias

A Comissão Especial da Transição Energética e Produção de Hidrogênio Verde da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na próxima terça-feira (15) para discutir a relação da produção do hidrogênio sustentável com o setor dos biocombustíveis.

O debate foi solicitado pelos deputados Bacelar (PV-BA) e Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), respectivamente, relator e presidente da comissão.


No requerimento em que pedem a realização da audiência, os parlamentares informam que a produção de biocombustíveis pode ser aumentada em mais de 40% sem a necessidade de cultivar um único metro quadrado a mais de terra, segundo novo estudo internacional que analisou a produção destes combustíveis renováveis a partir da cana-de-açúcar no Brasil.


"O CO2 liberado durante a produção de etanol pode ser convertido em metanol, a partir do uso de hidrogênio produzido no mesmo processo. Trata-se de uma alternativa promissora para momentos como os atuais de escassez de energia", ressaltam os deputados, que, com esse debate, esperam conhecer as alternativas possíveis de descarbonização que o uso do etanol e de outros biocombustíveis oferecem.


Convidados Foram convidados para discutir o assunto: - o representante do Instituto de Tecnologia Canavieira, Jaime Finguerut; - o presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Única), Evandro Gussi; - o chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Alexandre Alonso; - a especialista em Hidrogênio e Célula a Combustível e curadora da Biosphere World, Mônica Saraiva Panik; - o assessor de Sustentabilidade, Descarbonização e Novas Tecnologias da Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI), Tiago Giuliani.

  • Confira a lista completa de convidados

A audiência está marcada para as 14 horas, em local a ser definido.


A comissão Criada a pedido do deputado Bacelar e instalada no final de maio, a comissão tem por objetivo acompanhar a implementação das medidas que estão sendo adotadas para a transição da energia verde no Brasil.


O plano de trabalho prevê 12 audiências públicas e visitas externas, nas cinco regiões brasileiras, para avaliar as políticas públicas que tratam do tema.


O relator espera apresentar o parecer em novembro, com a sugestão de criação de um marco regulatório que permita a segurança jurídica necessária ao desenvolvimento de projetos voltados à transição energética, a exemplo da produção de hidrogênio.


Da Redação - MB

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Comentarios


bottom of page