top of page

Brasil ganha GT para discutir transição energética em portos e navegação

Grupo lançado pelo Pacto Global da ONU terá missão de discutir maneiras de promover a descarbonização do setor




O Pacto Global da ONU no Brasil lançou nesta quarta (26), com apoio do Porto de Açu (RJ), o Grupo de Trabalho de Negócios Oceânicos, hub corporativo que tem o objetivo declarado de “impulsionar a transição energética dos portos e transporte marítimo”. Segundo o Pacto, o GT já nasce com mais de 30 empresas inscritas para participar das discussões.


Atualmente, nenhum porto no Brasil avaliado pelo Pacto Global da ONU tem estrutura pronta para trabalhar com combustíveis alternativos – dois deles estão com essas adaptações em andamento, o que permitirá receber embarcações movidas a biometano, amônia, biogás e hidrogênio verde. Além disso, 91% dos portos avaliados não dispõem de campanhas de incentivo para redução de emissões gerados pelo transporte marítimo e cerca de 67% não possuem metas relacionadas à eficiência energética e descarbonização, afirma a organização internacional.


Por Redação, do Um Só Planeta

bottom of page