top of page

CMA aprova incluir mudanças do clima entre objetivos da educação ambiental


A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto de lei que inclui o estudo de temas como as mudanças do clima e a proteção da biodiversidade entre os objetivos da educação ambiental nacional. A proposta (PL 6.230/2023), da Câmara dos Deputados, recebeu parecer favorável do relator, senador Carlos Viana (Podemos-MG). Agora o texto será analisado pela Comissão de Educação (CE).


O projeto modifica a Política Nacional de Educação Ambiental (Lei 9.795, de 1999) para estabelecer que projetos pedagógicos na educação básica e no ensino superior deverão contar com atividades relacionadas às mudanças do clima, à proteção da biodiversidade, aos riscos e emergências socioambientais e a outros aspectos referentes à questão ambiental. 


— As preocupações com a mudança do clima, adaptação aos seus efeitos adversos, desastres socioambientais e perda de biodiversidade são atuais, urgentes e relevantes. Embora esses temas já pudessem ser trabalhados anteriormente, sem alterações da lei, a inclusão no texto legal formaliza essa necessidade e eleva o grau de atenção a ser dado em todos os níveis de ensino formal e no ensino informal — afirmou Viana.


Prevenção

Além disso, o projeto estabelece que instituições de ensino deverão estimular estudantes a participar de ações de prevenção e diminuição das mudanças climáticas. A educação ambiental deverá contribuir para que sejam alcançados os objetivos das políticas nacionais do meio ambiente, da biodiversidade e da mudança do clima.


As atividades de estudos e pesquisas da educação ambiental também deverão desenvolver instrumentos e metodologias para assegurar a efetividade das ações educadoras de prevenção às alterações climáticas. Se o projeto for aprovado, o sistema educacional terá 120 dias para adaptação às novas diretrizes.


Para Viana, as preocupações com assuntos relacionados aos desastres climáticos e à perda da biodiversidade são urgentes.


A reunião da CMA foi presidida pela senadora Leila Barros (PDT-DF).


Fonte: Agência Senado

留言


bottom of page