Frente Parlamentar Ambientalista
Frente Parlamentar Ambientalista > Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista > Café da Manhã Frente Parlamentar ” Desmatamento na Amazônia”

C O N V I T E

                O Coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, Deputado SARNEY FILHO (PV-MA), a WWF Brasil e demais ONGs ambientalistas convidam para café da manhã seguido de debate para discutir o “Desmatamento na Amazônia”. Na ocasião será assinado o termo de adesão “A Hora do Planeta 2015”, maior mobilização mundial de combate ao aquecimento global, que acontece no sábado 28 de Março, entre 20h30 e 21h30. Pelo sétimo ano consecutivo, o WWF-Brasil promove a campanha no país, integrando as cidades brasileiras no maior movimento global contra as mudanças climáticas. No Brasil, a campanha reforça a importância da conservação da natureza e do combate às mudanças climáticas em meio à crise hídrica sem precedentes vivida pelo país.

 

Data: 25/03/2015 (quarta-feira)

Horário: 08h30min

Pauta: Desmatamento na Amazônia e Adesão “A Hora do Planeta 2015”

Local: Câmara dos Deputados, Anexo IV – Subsolo – Auditório Freitas Nobre – Brasília/DF.

         A Frente tem como objetivo apoiar políticas públicas, programas e demais ações governamentais e não governamentais que promovam o desenvolvimento sustentável e está aberta a novas adesões.

Gentileza confirmar sua presença através do e-mail: contato@frenteambientalista.com ou no telefone 61- 8198-6532 com Jordania.

 

A Frente Parlamentar Ambientalista, no ano da COP 21, vem buscando contribuir para um posicionamento brasileiro no evento mais importante sobre o tema, mostrando sua preocupação, especialmente, com a questão do desmatamento no Brasil, com destaque para a Amazônia.

Os dados apresentados pelos órgãos de monitoramento oficias e de organizações não governamentais apontam para um desmatamento sem controle. Conforme dados do IMAZON, que serão divulgados, houve aumento de desmatamento no período de 07 meses de 218%. A este descontrole, soma-se a exploração predatória e ilegal de madeira, conforme denúncia realizada pelo Greenpeace, que vem desenvolvendo a campanha “Chega de Madeira Ilegal”.

A aprovação do código florestal em 2012,  o não cumprimento dos prazos com o CAR e PRA, associado a crise hídrica e a crítica situação orçamentária e estrutural dos órgãos ambientais estão contribuindo com o desmatamento e consequente perda da biodiversidade e com o agravamento das mudanças climáticas.

 

Contamos com a sua presença e participação!

www.frenteambientalista.com

www.flick.com/photos/fambientalista

www.facebook.com/frenteparlamentarambientalista